segunda-feira, 7 de julho de 2008

fofices do design XVII

Esse produto poderia facilmente ter sido criado por um pai com sede de vingança. Quem mais poderia pensar em um despertador que quando começa a tocar sai rolando pelo quarto obrigando seu filho aborrescente a levantar a bunda da cama para primeiro achá-lo e depois desligá-lo? 
Na verdade foi uma pós-aborrescente com dificuldade ela mesma de acordar para ir à faculdade. Foi um projeto que acabou ganhando atenção da mídia e agora é o ganha pão da moça.
O Clocky vem em várias cores e funciona como disse previamente: na hora que você programar o despertador começa a fazer aquele barulhinho irritante que todos conhecemos bem e a rolar, caindo da mesa de cabeceira e obrigando a pessoa a levantar-se se quizer parar de ouvir o alarme. 
Depois dessa irritação toda, quem consegue voltar para os braços de Morfeu? Ponto para o Clocky!

Um comentário:

Tales disse...

Muito bom!!! Lembro da época da faculdade quando um colega tinha um despertador em forma de galo que cantava como tal. Era divertidíssimo entrar sorrateiramente no quarto dele, regular o despertador para as 3 da manhã, e escondê-lo em algum lugar que o obrigasse a procurar por no mínimo 1 minuto. Eu acordava junto, mas morria de rir :-)))